Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Delfim Moreira - MG e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Delfim Moreira - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social WhatsApp
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
04
04 MAR 2023
SAÚDE
“Mudando Perspectivas: vamos falar sobre obesidade” 04 de março, Dia Mundial da Obesidade.
enviar para um amigo
receba notícias
A obesidade apresenta inúmeras complicações, e, de acordo com a tendência individual, ela pode desencadear, por exemplo, artrose, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, refluxo gastroesofágico, apneia do sono e alguns tipos de câncer. A obesidade leva as pessoas a viverem menos e com pior qualidade de vida.
 
O Dia Mundial da Obesidade é comemorado todos os anos em 4 de março para aumentar a conscientização sobre a necessidade urgente de combater a epidemia global de obesidade.
 
O tema da campanha deste ano é ‘Mudando Perspectivas: Vamos Falar Sobre Obesidade’.
 
A missão do Dia Mundial da Obesidade:
 
– Aumentar a conscientização: A obesidade é uma doença e exige melhorias na compreensão de suas causas profundas e nas ações necessárias para resolvê-las.
 
– Incentivar o apoio: Mudar a forma como a obesidade é abordada na sociedade incentivará as pessoas a se tornarem apoiadoras da causa para que se motivem e exijam mudanças.
 
– Melhorar as políticas: Ao criar um ambiente saudável que priorize a obesidade como problema de saúde, se estará trabalhando para mudar a política que construirá sistemas de suporte corretos para o futuro.
 
– Compartilhar experiências: Pessoas unidas e mais fortes poderão criar plataformas para compartilhar experiências, inspirando uma comunidade global para trabalhar em prol de um objetivo comum.
 
Para enfrentar a tendência crescente da obesidade nas Américas, a OPAS (Organização Pan Americana de Saúde) trabalha com os países na implementação de estratégias comprovadas para prevenir e reduzir o problema. Esses incluem:
 
- Proteger, promover e apoiar o aleitamento materno, que reduz em 13% o risco de sobrepeso e obesidade nas crianças;
 
- Melhorar a nutrição e promover a atividade física em pré-escolas e escolas;
 
- Impostos sobre bebidas açucaradas e regulamentação da comercialização de alimentos;
 
- Ações intersetoriais por meio da promoção, vigilância, pesquisa e avaliação da saúde.
 
Para haver um impacto real na prevenção e no controle da obesidade, é preciso abordar suas diversas e profundas raízes:
 
– Biologia: O corpo humano tem mecanismos incorporados para se proteger da fome – isto pode tornar a manutenção da perda de peso difícil.
 
– Alimentação: Os alimentos ultraprocessados, agora disponíveis em todo o mundo, estão contribuindo para o rápido aumento da obesidade.
 
– Risco genético: Os nossos genes representam entre 40-70% da probabilidade de desenvolver obesidade.
 
– Acesso aos cuidados de saúde: Sem acesso a profissionais de saúde treinados, a maioria das pessoas que vivem com obesidade não alcançará e manterá uma meta de peso saudável a longo prazo.
 
– Eventos da vida: Vida pré-natal, início da idade adulta, gravidez, doenças e medicamentos podem influenciar o ganho de peso.
 
– Marketing: Existe uma relação complexa entre os sistemas alimentares e a saúde, sendo que a comercialização de alimentos tem uma ligação estabelecida com a obesidade.
 
– Saúde mental: Os sintomas de alguns distúrbios de saúde mental, e os medicamentos associados, podem contribuir para o aumento de peso.
 
– Sono: A falta de sono perturba os hormônios que podem afetar o peso – tal como os elevados níveis de estresse.
 
– Estigma: A discriminação e o estigma do peso podem ter consequências significativas para alguém com obesidade.
 
TRATAMENTO:
 
O tratamento básico da obesidade apoia-se na modificação do comportamento alimentar e no incremento da atividade física. Por esse motivo existe uma preocupação crescente no âmbito da prevenção, trabalhando os hábitos saudáveis de vida desde a infância e a necessidade da intervenção multidisciplinar, pois é considerada uma doença crônica, sem cura e que tende a recorrer após a perda de peso.
 
O sucesso depende de constante vigilância, devendo ser tratada por toda a vida, pois não existe terapia farmacológica de longo prazo que não envolva mudança de estilo de vida – pessoas com obesidade precisam do acompanhamento e do apoio dos profissionais de saúde (Fonte: BV Ministério da Saúde , OPAS).
 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia